Os Rios Itajaí-Açu e Mirim se encontram e deságuam no Oceano Atlântico, em Itajaí, é por isso que os efeitos da enchente são tão catastróficos na região do Litoral Norte. Entre as medidas que serão adotadas para evitar o refluxo no Itajaí-Açú e retardar a chegada da água que vem de Brusque, estão a construção de comportas, diques e o melhoramento fluvial do Rio Itajaí-Mirim.

A comporta que hoje funciona próximo à BR 101 será transferida para uma área mais próxima do canal de retificação e a outra à jusante da ponte Nova Brasilia, em Itajaí. Também está prevista a elevação das margens do Itajaí-Mirim, dessa forma as águas são escoadas diretamente pelo canal retificado, que possui seção maior e calha mais alta, evitando que as comunidades próximas, como Cordeiros e São Roque sejam atingidas.

Também serão implantadas medidas como a criação de um sistema redutor da velocidade das águas, desassoreamento e aprofundamento do canal original e de retificação do Itajaí-Mirim e a criação de canais extravasores.

Investimento: R$ 94.000.000,00

 

Slideshare Pacto por SC

Twitter @PactoSC

PactoSC RT @GovSC: Sobrelevação da Barragem de Taió, no Alto #Vale do Itajaí, vai reduzir os efeitos das cheias durante chuvas fortes. https://t.co
PactoSC Começa a substituição de vigas da Ponte Hercílio Luz. Acompanhe em https://t.co/XI4W9tk9f1
Centro Administrativo do Governo | Rod. SC 401 - km. 5, nº 4.600
Florianópolis | CEP: 88032-900 | Telefone: (48) 3665-2000
Desenvolvimento: CIASC | Gestão do Conteúdo-SECOM | Tecnologia Open-Source